domingo, 8 de abril de 2018

VOCÊ TEM FOME DE QUÊ?


A  escola como instituição de grande influência  na vida das crianças, é o lugar ideal para desenvolver ações de promoção à saúde como a alimentação saudável. Nesse sentido, a Turma BII do CAE Professor Elias Graboski,com orientação da professora Luciana John, dentro da proposta Você tem  Fome de Quê? desenvolveram o Projeto Cores, Aromas e Sabores na Arte de se Alimentar. Com objetivo principal de inserir no cotidiano dos alunos uma discussão fundamentada e contextualizada que estimule pensar e adotar práticas alimentares mais saudáveis. 

🍓🍏🍒
















sábado, 31 de março de 2018

CELEBRAÇÃO DA PÁSCOA NO CAE PROFº ELIAS GRABOSKI



Com o intuito de reforçar os trabalhos realizados em sala de aula, referentes ao Projeto "VOCÊ TEM FOME DE QUÊ?", o CAE Professor Elias Graboski encerrou suas atividades voltadas à alimentação saudável com uma linda festa, cheia de cores e sabores. E é claro, um toque especial com o tradicional chocolate de páscoa.
A equipe do CAE Professor Elias Graboski preparou tudo com muito carinho.
O resultado fica estampado no sorriso de cada criança.
💓💓💓








 
































quarta-feira, 14 de março de 2018

Projeto “Que bicho é esse e que letra ele tem?”


Letra C, de Coelho.


Essa semana, a professora do Programa de Alfabetização Viva, Michelli Possamai, do CAE Professor Elias Graboski está trabalhando a Letra C e sua família silábica. Dentro do Projeto “Que bicho é esse e que letra ele tem?” ela propõe iniciar o estudo de cada letra do Alfabeto partindo da observação de um animal cujo nome comece com a letra abordada na semana.
Buscando proporcionar aos alunos uma aula lúdica e diferenciada, onde poderão vivenciar a experiência de contato direto com o bichinho escolhido, ela trouxe para fazer parte da turma ninguém menos que o próprio Coelhinho!

O resultado foi uma alegria só!

 
O coelho, todo a vontade descansando o almoço na sala de aula.




 

Turma da Professora Michele e da Professora Michelli observando o coelhinho.










Esse coelho nunca vai esquecer tanto mimo!





Formando palavrinhas com a letra C, de Coelho!

















Dentro do Projeto “Que bicho é esse e que letra ele tem?”, a professora Michelli Possamai criou um planejamento semanal para trabalhar a Letra C, de Coelho e sua família silábica, o planejamento traz como objetivo geral estimular o interesse e participação da turma frente às atividades que serão desenvolvidas durante a semana para o aprendizado da Letra C e sua família silábica, reforçando, ao mesmo tempo a consciência ambiental. Os objetivos específicos propostos pela docente são:

·         Reconhecer a letra C e sua família silábica
·         Ampliar o vocabulário oral e escrito
·         Organizar o pensamento lógico e a construção de palavras
·         Trabalhar diferentes gêneros literários
·         Conhecer o animal Coelho e sua importância na natureza (características, onde e como vivem na natureza, procriação, alimentação).
·         Estimular a consciência quanto á conservação do meio ambiente para não prejudicar a vida dos animais que nele vivem, e o respeito pelos mesmos.
·         Descrever os cuidados que se devem ter em relação ao animal apresentado quando mantido em cativeiro: alimentação, higiene, carinhos e banhos de sol.
·         Junção de conteúdos: Datas comemorativas (matemática), artesanato (confecção de máscaras), português (alfabetização letra C), agroecologia (horta, cenouras).



terça-feira, 13 de março de 2018

OFICINA DE SABÃO



     O óleo de cozinha é altamente prejudicial ao meio ambiente quando jogado na pia. Em geral, vai direto para a rede de esgoto, causando entupimentos, assim aumentando o custo de tratamento do esgoto, pois para limpar esse óleo excedente é necessário o aumento de produtos químicos tóxicos. Quando o óleo é jogado diretamente no solo causa impermeabilização,  contribuindo para enchentes, ou entra em decomposição, soltando  gás metano durante esse processo, causando mau cheiro,além de agravar o efeito estufa. Mas no CAE Profº Elias Graboski os alunos   estão conscientizados, e usam o óleo na oficina de sabão. A equipe de funcionários e a comunidade  também estão engajados no projeto.